Topo Geral
Câmara dos Deputados

Comissão debate a administração de distritos sanitários indígenas

Marcelo Seabra/Agência Pará Sistema tem o desafio de garantir qualidade no atendimento aos indígenas A Comissão de Fiscalização Financeira e Cont...

06/12/2021 11h35
Por: Redação
Fonte: Agência Câmara de Notícias
15
Sistema tem o desafio de garantir qualidade no atendimento aos indígenas - (Foto: Marcelo Seabra/Agência Pará)
Sistema tem o desafio de garantir qualidade no atendimento aos indígenas - (Foto: Marcelo Seabra/Agência Pará)

A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados debate nesta terça-feira (7) a administração e os desafios dos distritos sanitários especiais indígenas no Maranhão, Bahia e Amazonas. O debate foi solicitado pelos deputados Hildo Rocha (MDB-MA) e Jorge Solla (PT-BA).

Na avaliação dos deputados, um dos grandes desafios do Subsistema de Atenção à Saúde Indígena (Sasisus) é garantir a qualidade do atendimento à população indígena. “Os distritos sanitários especiais indígenas (Dseis) devem realizar um trabalho estruturado, com equipes de saúde bem montadas para realizar um atendimento de qualidade, mesmo nas aldeias mais distantes”, afirmam.

Eles destacam que as populações indígenas são sensíveis às enfermidades, em razão de habitarem regiões isoladas e de difícil acesso e vítimas de doenças, como infecções respiratórias, hepatite, malária, entre outras.

Foram convidados, entre outros:

- a coordenadora-executiva da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), Sônia Guajajara;
- o coordenador do Fórum de Presidentes de Conselhos Distritais de Saúde Indígena (Condisis), Erivelto Fernandes do Nascimento;
- a secretária municipal de Saúde da Prefeitura de Fernando Falcão (MA), Maria Relma Santos Ferreira;
- o coordenador de políticas para os Povos Indígenas da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia, Jerry Matalaue;
- o presidente do Conselho Distrital de Saúde Indígena do Alto Rio Negro-AM, Jovânio Vilagelin

Veja a lista completa de convidados. 

O debate será realizado às 17 horas, no plenário 9.