FIB 24
Bahia

Parque Tecnológico da Bahia promove aproximação entre universidades, empresas e startups baianas

Dezenove projetos foram apresentados visando editais da Finep que disponibilizam R$13 bilhões para captação O post Parque Tecnológico da Bahia pro...

11/04/2024 23h35
Por: Redação
Fonte: Secom Bahia
Foto: Gecom/Parque Tecnológico
Foto: Gecom/Parque Tecnológico

Universidades, institutos federais e empresas do ecossistema de inovação estiveram reunidos no Encontro Mais Inovação na tarde desta quarta-feira (10) no Parque Tecnológico da Bahia, na avenida Paralela. No evento, foram apresentados 19 projetos de pesquisa desenvolvidos pelas instituições de ensino às empresas e startups de diversos segmentos, entre eles biotecnologia, agronegócio e energia.

Representando a FINEP, a assessora da entidade Julieta Palmeira assegurou que os recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT) para este ano chegam ao montante de R$ 13 bilhões, aumento de R$ 3 bilhões em relação ao ano passado. Conforme a executiva, o objetivo é que empresas baianas tenham maior participação na captação desses recursos.

O encontro, promovido pela Associação das Empresas do Parque Tecnológico da Bahia (AEPTECBA) com apoio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado da Bahia (Secti), reuniu mais de 100 participantes, entre empresários, empreendedores e pesquisadores. Visando os editais do programa Finep Mais Inovação, na ocasião foram realizadas rodadas de matchmaking com a finalidade de promover parcerias entre as principais instituições públicas de ciência e tecnologia e empresas interessadas nos projetos desenvolvidos no ambiente acadêmico.

“É muito complicado para nós baianos vermos a maioria dos financiamentos irem para o sudeste e nunca chegarem na Bahia ou no Nordeste”, afirmou Julieta Palmeira, que entende a necessidade de incrementar as captações no estado. A executiva destacou o pioneirismo da iniciativa da AEPTECBA e acrescentou “que é importante democratizar o entendimento de quais são essas formas de financiamento”.

Dentre as oito instituições participantes, se fizeram presentes a UFBA, UFOB (Universidade Federal do Oeste da Bahia), a Federal do Recôncavo (UFRB), e as estaduais UNEB, UEFS e UESC. Também participaram os institutos federais da Bahia (IFBAs) e o Federal Baiano. Entre as empresas e startups, marcaram presença a Bahiagás e o Instituto Recôncavo de Tecnologia.

Para o diretor-executivo da AEPTECBA, Rafael Guedes, o evento foi mais uma oportunidade de impulsionar a colaboração para soluções inovadoras. “É papel do Parque Tecnológico da Bahia olhar para os diversos atores do ecossistema de inovação e estimular essa rede para que cada vez mais conexões saiam de fato do papel”, destacou o diretor.

Rafaela Rodrigues, gerente de inovação e empreendedorismo do Parque, ressaltou a importância de encontros como esse para o ecossistema baiano. “É estratégico que instituições de ciência e tecnologia possam interagir com startups e empresas de base tecnológica para trazer para o dia a dia da sociedade o conhecimento desenvolvido nas pesquisas”, ressaltou.

Além das ICTs, apoiaram o evento a Federação da Agricultura e Pecuária da Bahia (FAEB), a Fecomércio, a Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FAEB) e o Instituto Euvaldo Lodi-IEL.

Fonte: Gecom/Parque Tecnológico

Ele1 - Criar site de notícias