FIB 24
Bahia

Estudantes do semiárido baiano desenvolvem sacolas biodegradáveis

A Ecosisal Bag é composta por bioplástico sustentável e renovável, a equipe elabora um produto ecologicamente positivo. O post Estudantes do semiár...

25/03/2024 10h44
Por: Redação
Fonte: Secom Bahia
Foto: Ascom/Secti
Foto: Ascom/Secti

De acordo com o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), mais de 400 milhões de toneladas de plástico são produzidas a cada ano em todo o mundo. Pensando em alternativas para reduzir a quantidade desse material no planeta, estudantes do Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP), do município de Araci, no Território do Sisal, desenvolvem, com orientação da professora Pachiele da Silva, um projeto para substituir as sacolas convencionais de mercado por ecobags.

A Ecosisal Bag, como foi batizada pela equipe, é um tipo de sacola sustentável feita do bioplástico de Sisal. Pachiele da Silva explica que a planta tem componentes necessários para fabricar sacolas biodegradáveis. “A pesquisa foi realizada através de testes laboratoriais na nossa escola, envolvendo inúmeros ajustes de metodologia até alcançarmos o resultado esperado, um bioplástico sustentável e renovável para a fabricação da sacola”, diz.

A ideia de desenvolver as ecobags a partir do bioplástico, segundo Pachiele, colabora com a redução da poluição ambiental, já que a decomposição após o descarte acontece naturalmente. O uso do sisal como matéria-prima também valoriza os recursos naturais locais e estimula a economia da região onde a planta é cultivada. “A produção desses novos produtos pode criar oportunidades de emprego na comunidade, especialmente em áreas rurais onde o sisal é cultivado”, afirma.

A equipe já se prepara para alçar novos voos. É que, com apoio da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), os estudantes poderão participar da Rota Científica Escolar, uma olimpíada latino-americana de ciências que acontece em Assunção, capital do Paraguai. O próximo passo é aprimorar o design e a funcionalidade do produto, atendendo a possíveis expectativas dos consumidores, como qualidade e usabilidade.

A ação faz parte do Programa Ciência na Escola, da Secretaria da Educação e, além da orientação de Pachiele da Silva, conta com participação dos professores Carine Tondo e Luciano Hocevar. A equipe é composta ainda pelos estudantes Gabriel Silva, Nícolas Pimentel, Êdrian Santana e Taiala de Jesus.

Bahia Faz Ciência

A Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) estreou no Dia Nacional da Ciência e do Pesquisador Científico, 8 de julho de 2019, uma série de reportagens sobre como pesquisadores e cientistas baianos desenvolvem trabalhos em ciência, tecnologia e inovação de forma a contribuir com a melhoria de vida da população em temas importantes como saúde, educação, segurança, dentre outros. As matérias são divulgadas semanalmente, sempre às segundas-feiras, para a mídia baiana, e estão disponíveis no site e redes sociais da secretaria. Se você conhece algum assunto que poderia virar pauta deste projeto, as recomendações podem ser feitas através do e-mail [email protected].

Fonte: Ascom/Secti

Ele1 - Criar site de notícias