Zap do site
No limite

Direção do Hospital de Base confirma superlotação

Aviso orientando pacientes a buscar outras unidades era um comunicado interno que foi divulgado de forma equivocada

29/01/2022 09h16
Por: Redação
56

Nesta sexta-feira (28), um aviso do Hospital Geral de Vitória da Conquista sobre a superlotação da unidade circulou nas redes sociais. Com a repercussão, a direção do hospital emitiu nota de esclarecimento sobre a situação. 

De acordo com a diretoria, “comunicados assim se fazem necessários para orientar o sistema complementar sobre a necessidade de realocar os pacientes que porventura forem procurar pelo procedimento do HGVC”.

Confira a nota na íntegra: 

Acerca do aviso circulando sobre a Superlotação no PS do HGVC esclarecemos que o comunicado em questão é encaminhado quando a capacidade de atendimento e lotação é excedida ao extremo. 

Avisos desse tipo são mandados para os setores responsáveis, como o SAMU e Socorristas das Estradas,  para que os pacientes com perfil de gravidade (de acidentes) que precisa de oxigênio sejam encaminhados a outras unidades, pois o o HGVC encontra-se no limite. Trata-se de uma orientação.

Reiteramos que esse tipo de aviso é comum em períodos de grandes demandas como o atual, em que há um aumento no número de casos de Covid-19 e síndrome gripal. Comunicados assim se fazem necessários para orientar o sistema complementar sobre a necessidade de realocar os pacientes que porventura forem procurar pelo procedimento do HGVC.

Esses avisos são importantes justamente para que pacientes com esse perfil possam ter um atendimento adequado que, naquele momento, não pode ser prestado no HGVC, que encontra-se com o limite superado.

Ainda assim, qualquer paciente que chegar à UPA ou PS do HGVC será atendido com os recursos disponíveis.

Acerca do aviso circulando sobre a Superlotação no PS do HGVC esclarecemos que esse tipo de comunicado é feito em caráter interno dentro da rede de urgência e emergência, quando a capacidade de atendimento e lotação é excedida ao extremo. 

Nesse caso específico, as médicas assinaram um relatório que foi publicizado de uma maneira equivocada. Nesse momento, tanto Coordenação do Pronto Socorro como Direção estão atuando para atingirmos rapidamente uma melhora do quadro.

Ainda assim, qualquer paciente que chegar à UPA ou PS do HGVC será atendido com os recursos disponíveis.